Como anda a rotina da banda Belamore

Eles foram finalistas na última temporada do reality global SuperStar e conquistaram fãs por todo o Brasil. De Volta Redonda, Pedro Sárria (vocal), Matheus Pinheiro (guitarra), Roberto Vicentini (guitarra e sintetizador) e Igor Delesposti (bateria) compõem a banda Bellamore e contam, com exclusividade, o que mudou na vida de cada um depois da fama. “A população da cidade abraçou a gente. Percebemos esse carinho de idosos, adultos e crianças”, conta o baterista. Embora tenham recebido elogios de personalidades como Sandy e Paulo Ricardo ao longo da edição, para os jovens há uma torcida ainda mais valiosa: a da família. Para o guitarrista, o segredo para lidar com a distância e administrar a falta de tempo está na compreensão que os familiares têm com o sonho realizado. “A gente fica com uma carga emocional muito grande desde a primeira audição do programa. E depois a gente passa por várias fases, inúmeros testes e se não tivermos o apoio da família, é difícil aguentar”, explica. Igor destaca ainda a amizade entre os membros da banda. “A gente se cobra, se ajuda e se diverte. A gente faz o que gosta com quem a gente gosta”. Com um som autoral pop-rock acrescido de elementos de música eletrônica e referencias que vão de Coldplay a Calvin Harris, o quarteto está lançando o seu primeiro EP (Extended Play) em mídia digital pela Som Livre. A ideia, segundo o vocalista, é lançar a primeira parte com seis músicas autorais, sendo uma inédita. “E mais à frente, a segunda parte com mais seis inéditas e aí fecha o álbum”. O trabalho reúne faixas como “Teu Talento” e “Seu”. O sucesso Órbita, cujo clipe com Yana Sardenberg agitou as fãs nas redes sociais, também faz parte do álbum. “Infelizmente, não rolou beijo. Ela é linda”, lamenta Pedro. Para os fãs da região, mais uma boa notícia: a banda top viral no Spotify Brasil se apresentará no Volta Redonda do Rock e no tradicional Natal do Bosque da Lua. “A gente quer que o show do Bellamore não seja apenas o show de uma banda e sim um entretenimento em geral. Que seja uma experiência agradável. A gente trabalha as músicas autorais, as que tocamos no programa e as que a gente gosta. Tentamos colocar de tudo um pouco no nosso repertório”, conclui Matheus.

Agradecimento: Clube Laranjal.

Nathália Azevedo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Dona de casa promove evento para ajudar crianças com microcefalia

qui nov 24 , 2016
Mesmo em meio às dificuldades enfrentadas com a filha que tem microcefalia, a dona de casa Júlia Lopes, de Pinheiral, está organizando uma ação social no município. O evento deve acontecer no início de dezembro e tem como objetivo reunir a população e o comércio pinheiralense para arrecadar donativos. Os […]

Arquivos

Categorias

Meta