Jornal Ponto chega à região prometendo convergência de mídias

Lançamento da primeira edição, dirigida por uma equipe de cinco sócios/proprietários, aconteceu na noite de ontem em Volta Redonda

Em clima de muita expectativa e entusiasmo foi lançado, na noite desta quinta-feira (24), durante coquetel na Choperia do Porão, em Volta Redonda, um novo periódico desenvolvido por uma equipe de comunicadores da região: o jornal Ponto. O evento recebeu grande público – entre empresários, autoridades e jornalistas – interessado em conhecer e prestigiar a primeira edição do jornal que terá abordagem voltada, principalmente, para assuntos de interesse da população das cidades de Volta Redonda, Barra Mansa e Pinheiral.

O objetivo do novo jornal, segundo Joseane Ramos, um dos cinco idealizadores do projeto, é trazer para a região um jornal ‘leve, atualizado, com linguagem clara e recheado de notícias objetivas, interligado com as mídias digitais e com a rádio web’. “Sou jornalista por formação e paixão. E trabalhar com pessoas apaixonadas pela profissão, assim como eu, e que querem levar informação para a população da melhor maneira possível, faz toda diferença. É por isso que o resultado está incrível”, garante a jornalista acrescentando que esse ‘combo de informações’ vem para somar e quem ganha é o leitor. “E é só o começo, as pessoas podem esperar porque vem muito mais por aí”, declarou a sócia-proprietária do Ponto.

Recém-formada em Comunicação Social, Lívia Andrade acrescentou que este não é um jornal comum, mas sim uma verdadeira convergência de mídias, que vai levar informação com seriedade e imparcialidade. “Estaremos presentes nas redes sociais com notícias sempre atualizadas, bem como no site, na rádio web e no impresso quinzenal. É uma grande oportunidade de sair da faculdade e trabalhar com aquilo que eu amo, junto com profissionais super competentes. Uma alegria indescritível e ao mesmo tempo uma ansiedade no coração”, comemorou Lívia.

Com a popularização da internet e rumores sobre a extinção do jornal impresso, a também sócia do jornal, Nathália Azevedo defendeu a tradicionalidade e a credibilidade do papel. “Mesmo adaptado ao contexto digital, há um público fiel de leitores que ainda mantém o convívio com o jornal impresso, que valoriza a leitura não corriqueira e a clareza das redações, que apreciam as diagramações modernas, as imagens e diversas outras combinações de ferramentas que unem a tradição do papel e a modernidade. Como toda jornalista, tenho apego ao impresso justamente pelo contato direto que tenho com ele, apesar das vantagens dos portais de mídia. As mídias se reinventam a todo o momento e incorporam novas técnicas para manterem-se ativas, influentes e credíveis, cada uma, de sua forma, apresentando o que de melhor tem a oferecer”, explicou a jornalista.

Elisandra Bezerra, outra sócia do jornal, destaca a verdade e a justiça social como pilares do Jornal Ponto. “Fazer um bom jornalismo, comprometido com a verdade e com a justiça social, é, em minha opinião, o papel de todo jornalista sério. Nosso conteúdo é criteriosamente selecionado e produzido por profissionais competentes. Garanto: Chegamos para levar a você leitor, um novo conceito de jornalismo, com o compromisso que de fato nos compete, na produção de um veículo moderno, dinâmico aliado às ferramentas e a modernização da informação que a Internet oferece”, avaliou.

De acordo com o editor Rafael Moura, também sócio-proprietário do Ponto, o mercado hoje fala muito do fim de mídias tradicionais como o rádio, a TV e o jornal impresso. “Eu particularmente sou um entusiasta dessas mídias perfeitamente conectadas às novas gerações de mídias eletrônicas. Se o jornal impresso vai morrer um dia? Pode até ser. Mas não dá pra decretar isso agora. O cidadão típico ainda para pra ler as notícias no velho e bom jornal de papel. Somos jovens jornalistas juntando o velho e o novo como forma de agregar as mídias, sempre em nome da acessibilidade à informação”, ressaltou Moura.

Além da equipe, o jornal Ponto ainda conta com a participação do colunista Taí, do Programa Taí Para Todos (TV Bandeirantes), e do radialista Francisco Barbosa (Rádio Sul Fluminense). A distribuição do jornal Ponto impresso será feita quinzenalmente e de forma gratuita. A próxima edição está prevista para o dia 08 de dezembro.

O evento contou com a participação do mágico Rogyster, que apresentou vários esquetes cômicos para o público, exibindo a primeira edição do Ponto. Ao final da apresentação o público foi presenteado com o som da banda Quatro Contos de Réis.

“A magia vai acontecer”

Foto: João Marcos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Vasco vence e volta à Série A

sáb nov 26 , 2016
Depois de passar por um verdadeiro calvário na Série B do Campeonato Brasileiro, o Vasco finalmente subiu para a Série A do Campeonato Brasileiro de 2017. E na última rodada. Para não perder o costume, a sua torcida sofreu na vitória por 2 a 1 diante do Ceará, no Maracanã. […]

Arquivos

Categorias

Meta