Mutirão de Catarata: nova fase de avaliação médica prepara para as cirurgias

Desde esta sexta-feira, dia 02, os moradores de Volta Redonda que têm encaminhamento médico para realizar cirurgia de catarata, incluindo os que já fizeram a cirurgia em um dos olhos, começaram a ser examinados na fase preparatória para a cirurgia. Para esses dois primeiros dias de exames, cerca de 300 pessoas foram chamadas pela Secretaria Municipal de Saúde. A avaliação está sendo realizada no posto de saúde localizado na Ilha São João, seguindo todos os protocolos de segurança.

No total, 600 pessoas são esperadas nessa primeira fase de mutirão de cirurgia de catarata que serão realizadas a partir do próximo dia 06. Estão previstas cerca de 60 cirurgias por dia, num centro cirúrgico móvel instalado na Ilha São João. No total serão feitas, ao final do projeto, 4,5 mil cirurgias, como explicou a secretária de Saúde Maria da Conceição de Souza Rocha.

“O serviço foi contratado para podermos zerar a fila de espera que encontramos. Nessa primeira fase serão 600. Mas a expectativa é que em breve todas as pessoas que estão esperando pela cirurgia em Volta Redonda passem pelo procedimento”, explicou a secretária ressaltando ainda: “Esse é um trabalho emergencial que estamos fazendo, para que as pessoas não fiquem desassistidas enquanto reestruturamos a nossa rede de atenção em oftalmologia como no passado. Uma cidade do porte de Volta Redonda tem condições de oferecer um serviço contínuo de atenção aos problemas oftalmológicos e estamos trabalhando para isso”, disse a secretária ao explicar que o Hospital do Retiro voltará a ser um centro de atendimento para as cirurgias de maior complexidade e que um outro local, no próprio hospital ou fora dele está sendo pensado para atender as demandas de pequena e média complexidades, como as cirurgias de catarata entre outras.

A cirurgia de catarata é um procedimento considerado simples para trocar o cristalino, embaçado pela catarata, por uma lente artificial. Em média, a intervenção dura entre 10 a 20 minutos. Os pacientes que estão realizando os exames já saem do local com o dia da cirurgia marcado. É o caso de dona Marlene Horonaro Machado, de 72 anos. A aposentada aguarda a cirurgia de catarata desde 2017. “Eu não estava mais enxergando nem de uma vista mais. Graças a Deus chegou a minha vez. Estou feliz. Fui muito bem tratada. Os aparelhos são maravilhosos e estou muito agradecida”, comemorou.

Serviço:
Os pacientes que tenham encaminhamento médico ou qualquer documento que comprove a necessidade da cirurgia devem procurar o DIPA (Departamento de Informação, Programação e Avaliação), na sede da Secretaria Municipal de Saúde (antigo Hospital Santa Margarida), de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 16h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Cidades brasileiras têm atos contra corrupção e por mais vacinas

sáb jul 3 , 2021
Manifestantes também pedem auxílio emergencial de R$ 600

Arquivos

Categorias

Meta