Rua 33 recebe primeiras intervenções do projeto de modernização e acessibilidade

As primeiras intervenções do projeto de revitalização da Rua 33, na Vila Santa Cecília, em Volta Redonda, foram feitas no quarteirão entre as ruas 60 e 58, do lado direito da via, no sentido fonte luminosa para Escola Técnica Pandiá Calógeras. As obras, que visam à mobilidade urbana com acessibilidade, modernidade, segurança e respeito ao meio ambiente, serão executadas de forma seccionada para minimizar transtornos a moradores e comerciantes do local. Estão previstas melhorias na via, no paisagismo, mobiliário urbano e nos passeios públicos.

A empresa responsável pela revitalização da Rua 33, contratada por meio de licitação, instalou contêineres na Praça Pandiá Calógeras que servirão de canteiro de obras e começou as intervenções nesta semana pela substituição de árvores e remoção do piso da calçada. Uma das preocupações é com a sinalização para pedestres e motoristas com placas indicativas a cada trecho em obras.

Os engenheiros da prefeitura Antônio de Pádua Cristovam Pereira, o Toninho, e Ernesto Rocha Setta, responsáveis pela fiscalização das obras na Rua 33, explicaram como vai funcionar o cronograma. “As intervenções vão acontecer por quarteirão. Primeiro do lado direito (para quem está de frente para a escola técnica), depois do lado esquerdo da via e por último o canteiro central”, falou Toninho.

“Todo processo será feito com respeito a pedestres e motoristas. Neste primeiro trecho, por exemplo, parte do calçamento foi retirado. Para que o serviço continue, com apoio da Guarda Municipal, parte da pista de rolamento será interditada para que os pedestres possam circular com segurança”, contou o engenheiro, lembrando que, quando a obra estiver bloqueando as ruas transversais, os moradores serão orientados a trafegarem no sentido das Ruas 31 ou 41, dependendo do lado da Rua 33 que estiverem os empreiteiros.

O prefeito Antônio Francisco Neto ressaltou que a acessibilidade é o ponto principal da revitalização que vai adequar a Rua 33, hoje um dos maiores centros comerciais e de serviços do município, atraindo pessoas de toda região. “Com o número crescente de estabelecimentos de diversos setores, com destaque para área gastronômica e de serviços de saúde, o local precisa estar realmente acessível para todos”.

Neto completou que, além da nova pavimentação da pista de rodagem, estão previstas adequações no piso das calçadas, com acessibilidade para cadeirantes e deficientes visuais; modernização dos pontos de ônibus; plantio de novas mudas de árvores, na maioria arbustos com floração; e implantação de paraciclo, estrutura que permite apoiar e trancar a bicicleta de forma segura.

“Para que tudo isso aconteça sem prejudicar o comércio, já abalado pela pandemia da Covid-19, vamos fazer tudo sem interromper o fluxo de pessoas ou veículos”, afirmou o prefeito Neto, explicando a necessidade do planejamento que seccionou toda extensão da Rua 33 para que a obra seja executada por trechos.

Secom/PMVR
Foto de divulgação

Nathália Azevedo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Chamada Escolar 2022 termina nesta quinta-feira em Volta Redonda

qua set 29 , 2021
A Chamada Escolar 2022 da Rede Municipal de Ensino de Volta Redonda encerra as inscrições nesta quinta-feira, dia 30. As vagas são para Educação Infantil e Educação de Jovens e Adultos (EJA). De acordo com a secretaria de Educação, já foram realizadas mais de duas mil inscrições. Os interessados podem […]

Arquivos

Categorias

Meta