Hospital Veterinário Público de Resende ganha duas mesas de cirurgia elétricas modernas

A Prefeitura de Resende, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, adquiriu duas novas mesas de cirurgia elétricas modernas para o Hospital Público Veterinário de Resende, primeiro e único do Estado do Rio de Janeiro. As novas mesas, que são autorreguláveis e possuem motores elétricos, foram instaladas no setor de cirurgia da unidade. Os equipamentos foram adquiridos com verba própria recentemente.

O prefeito de Resende, Diogo Balieiro Diniz, destacou que, em agosto, a unidade completou um ano de aniversário com mais de 26 mil atendimentos. O prefeito lembrou que a aquisição faz parte do processo de modernização do Hospital Veterinário, que vem acontecendo desde novos equipamentos e mobílias até o melhor planejamento do escalonamento de profissionais para o pleno funcionamento das atividades.

— As duas mesas compradas possuem dois motores, um para inclinação e outro para ajuste de altura. As novas mesas são mais modernas e agregam mais qualidade aos serviços prestados. Recentemente, a unidade recebeu 50 caixas contendo aproximadamente 32 pinças cada, que foram destinadas para a realização de diversas cirurgias. Em junho deste ano, o hospital ganhou um veículo Fiat Toro, voltado ao suporte dos serviços da Saúde Animal do Município. A picape passou por um processo de adaptação, transformando a carroceria em uma cabine mais adequada às finalidades propostas como o resgate de animais. A unidade passa por uma modernização constante, visando suprir a alta demanda de serviços oferecidos gratuitamente. Diariamente, a média de atendimentos chega a 100 cães e gatos na unidade pioneira e única no Estado do Rio. Funcionando 24 horas por dia, registra grande fluxo de atendimentos das populações canina e felina. Queremos sempre elevar os serviços da unidade ao mais alto padrão de qualidade, dando toda a assistência necessária aos pets do município, com carinho e atenção merecidos e recursos mais avançados. O desenvolvimento de uma boa política para a Saúde Animal serve para o controle de doenças na cidade, entre outras questões – frisa.

O secretário municipal de Saúde, Tande Vieira, enfatizou outras conquistas da unidade veterinária. “Este ano, o Hospital Veterinário já adquiriu dois monitores multiparâmetros, que possibilitam acompanhar o estado de saúde dos animais em procedimentos de anestesia e alguns aspectos fisiológicos, além de um secador pedestal e um bisturi elétrico. Em janeiro deste ano, foram adquiridas oito bombas de infusão, direcionadas aos animais internados na hora da administração de medicamentos nas vias venosa, arterial ou esofágica, além de servirem para a hidratação. Ainda em 2021, a Prefeitura adquiriu dois armários tipo vitrine, 10 bancos em inox e cinco mesas de atendimento para a unidade, que ajudam a ampliar o armazenamento dos materiais hospitalares e organizar melhor os ambientes. Ainda no início deste ano, o Hospital Veterinário ganhou um analisador bioquímico automático, que permitiu um volume maior de exames por dia. O aparelho de alta tecnologia é responsável por analisar amostras sanguíneas e medir as dosagens de ureia, creatinina, enzimas hepáticas, entre outros parâmetros”, relembra.

Para o diretor-geral do Hospital Veterinário, Felipe Quinane, os novos aparatos tecnológicos e as demais melhorias são fundamentais para a otimização dos atendimentos aos cães e gatos. “O Hospital Veterinário vem acompanhando o crescimento no número de atendimentos, sempre buscando oferecer serviços de qualidade e viabilizar melhorias na estrutura. No período de agosto de 2020 até o dia 25 de junho de 2021, foram realizados: 23.570 atendimentos; 18.937 exames laboratoriais; 4.079 exames de raio-X; 814 cirurgias; e 2.910 internações de animais domésticos, dentre outros procedimentos”, recorda.

A unidade também implantou uma estação para destilar água. A geração local do material essencial traz, entre muitos benefícios, uma economia para o funcionamento do hospital. A água destilada é fundamental para aparelhos do laboratório de hematologia, além de também estar presente nos processos de esterilização dos materiais utilizados nos procedimentos cirúrgicos da unidade, por meio das autoclaves. Anteriormente, a água destilada era constantemente comprada.

Nathália Azevedo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Prefeitura utiliza fumacê para combater infestação de pernilongos em Volta Redonda

qua out 6 , 2021
A Prefeitura de Volta Redonda vem utilizando a aplicação do fumacê nos bairros para combater a infestação do Culex quinquefasciatus – nome científico do pernilongo. A aplicação do inseticida vem ocorrendo três vezes na semana em bairros diferentes, conforme a demanda identificada pelas equipes do Centro de Controle de Zoonoses […]

Arquivos

Categorias

Meta