Volta Redonda inicia nesta quinta-feira a aplicação da 4ª dose contra Covid-19

Vacinas serão oferecidas a imunossuprimidos que tenham recebido reforço há pelo menos quatro meses. Imunizantes estarão disponíveis nas 46 unidades básicas de saúde

A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), inicia nesta quinta-feira, dia 6, a aplicação da quarta dose contra Covid-19. As vacinas serão oferecidas a imunossuprimidos, a partir de 18 anos de idade, que tenham recebido reforço há pelo menos quatro meses. Os imunizantes estarão disponíveis nas 46 unidades básicas de saúde do município (UBSs e UBSFs). A recomendação de uma quarta aplicação do imunizante é do Ministério da Saúde.

As unidades de saúde funcionam das 8h às 16h. Seis delas (Siderlândia, Jardim Paraíba, Vila Rica/Tiradentes, Açude I, Santo Agostinho e Santa Cruz) ficam abertas até as 18h e outras cinco (Vila Mury, Volta Grande, São Geraldo, São João e 249) funcionam até as 21h. O CDI (Centro de Doenças Infecciosas) também irá oferecer a dose contra a Covid-19 aos portadores do vírus HIV, que fazem tratamento na unidade. O atendimento para vacinação será das 9h às 16h. O CDI funciona na Rua Dionéia Andrade Faria, nº 329, bairro Aterrado.

Quem pode se vacinar?

Devem fazer o reforço da imunização contra a Covid-19, adultos que apresentem condições como: imunodeficiência primária grave; tratamento de quimioterapia para câncer; transplantados em uso de drogas imunossupressoras; uso de drogas modificadoras da resposta imune; doenças autoinflamatórias; pacientes em hemodiálise; com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas ou vivendo com HIV/Aids.

O coordenador da Vigilância em Saúde de Volta Redonda, médico sanitarista Carlos Vasconcellos, disse que o Ministério da Saúde recomenda que a quarta dose em imunossuprimidos seja feita, preferencialmente, com a vacina Pfizer/BioNTech. Ele destacou que a dose de reforço tem o objetivo de ampliar a resposta imune da população contra o coronavírus.

“Estudos clínicos comprovaram a efetividade da dose adicional (reforço), ampliando a proteção. O avanço da vacinação em Volta Redonda, assim como no país, permitiu que alcançássemos ganhos contra a doença. Por meio da vacinação está sendo possível reduzir de maneira significativa a ocorrência de casos graves e óbitos pela Covid-19. Por isso, reforçamos a importância da vacinação, precisamos que toda a população se vacine”, frisou Vasconcellos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Médico diz que presidente está pronto para o trabalho

qua jan 5 , 2022
Em coletiva após a alta, Bolsonaro voltou a falar de eleições

Arquivos

Categorias

Meta