Barra Mansa adquire novos equipamentos para combate ao Aedes aegypti

Apesar do número de casos de dengue no município ser satisfatório, Vigilância em Saúde Ambiental intensifica os trabalhos preventivos



Mesmo com os números de casos de dengue indo na contramão do cenário nacional, Barra Mansa segue intensificando os trabalhos no combate ao Aedes aegypti, que também é transmissor do Zika vírus, chikungunya e febre amarela. A prefeitura, através da Secretaria de Saúde, adquiriu dois equipamentos para combater o mosquito: um Pulverizador Espacial UBV e um Fog, popularmente conhecido como carro fumacê.
O coordenador de Vigilância em Saúde Ambiental, Antônio Marcos Rodrigues, explicou um pouco sobre a importância das novas aquisições. “São equipamentos de última geração utilizados para a eliminação do mosquito transmissor, quando não conseguimos de alguma forma evitar que eles nasçam”, esclareceu.
Antônio Marcos destaca que, além da aquisição dos novos equipamentos, o trabalho em conjunto com a população é importante para que o município siga alcançando índices favoráveis, ao contrário do que vem ocorrendo no restante do país. “Reiteramos que a participação dos moradores é essencial. Cada um fazendo a sua parte e cuidando da sua moradia e quintal, vamos continuar tendo números muito abaixo do que vem sendo registrado no cenário atual no Brasil”, pontuou.
Números na cidade
De acordo com o último levantamento, de janeiro a abril, Barra Mansa registra queda significativa no número de casos positivos de dengue nos quatro primeiros meses de 2022, em comparação ao mesmo período de 2021 Segundo os dados do Setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde, neste ano foram confirmados sete casos, contra 259 registrados no mesmo período do ano anterior, apontando uma queda de 97%.
A redução também acontece com as notificações – de 484 para 40; o que representa 91,8% a menos. Em contrapartida, o Brasil está em surto de dengue, com aumento de 113,7% entre os quadrimestres de 2021 e 2022.
Denúncias sobre situações que favoreçam a proliferação do mosquito Aedes aegypti devem ser feitas pelo disque dengue (24) 3326-2588, que funciona de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h.

Cuidados que os moradores devem manter em casa:
> Tapar os tonéis e caixas d’água;
> Manter as calhas sempre limpas;
> Deixar garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
> Manter lixeiras bem tampadas;
> Deixar ralos limpos e com aplicação de tela;
> Limpar semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;
> Limpar com escova ou bucha os potes de água para animais;
> Retirar água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.

Na área externa a atenção deve estar concentrada em:
> Na cobertura e manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;
> Limpeza de ralos e canaletas externas;
> Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água;
> Deixar lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d’água;
> Verificar instalações de salão de festas, banheiros e copa.

Fotos: Chico de Assis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Procura por vacinas da gripe e covid é considerada baixa em Volta Redonda

qui maio 26 , 2022
Em ambas as doenças, a imunização é importante para evitar complicações e até mortes