Requerimento que cobra explicações sobre processo seletivo é aprovado pela Câmara de Pinheiral

 

A Câmara Municipal de Pinheiral aprovou na sessão ordinária desta terça-feira, dia 07, o requerimento que cobra explicações ao prefeito Ednardo Barbosa (PMDB) sobre o processo seletivo da Educação. O presidente da Mesa Diretora, Richard Cortes de Brito (PSB), o Toró, e os vereadores Jordácio Elias Mendonça (PTC), Muller Adriano da Fonseca (PRB), Anderson Costa Alonso (PRB) e Dra. Carmem Lúcia (PTC), autores do requerimento, afirmam que esperam entender como foi conduzido o processo, quais critérios foram utilizados para avaliação dos currículos e, ainda, esclarecer os erros cometidos na divulgação do número de vagas abertas e dos resultados.    

 

O processo foi realizado no fim do mês passado para contratação imediata de 113 funcionários para a Educação. Como noticiado pelo Jornal Ponto, os moradores e candidatos questionam os números de vagas divulgados no edital, os critérios adotados, o curto prazo para avaliação e seleção de cinco mil currículos, realizado em dois dias, e os resultados. “Nós queremos explicações sobre esse processo, que chamo de covardia. As pessoas enfrentaram fila sob o sol quente, na esperança de ingressarem ou reingressarem no mercado de trabalho, e são surpreendidas com resultados duvidosos. Pessoas que não têm capacitação foram bem pontuadas e selecionadas, enquanto outras, muito bem capacitadas, sequer foram citadas nas listas. Um absurdo e total falta de respeito com a população. Exigimos esclarecimentos”, disse o vereador Anderson Costa Alonso.    

 

O presidente da Casa espera que a secretária de Educação Sediene Maia (DEM), compareça à Câmara para que possa esclarecer dúvidas. “Estamos atendendo a um pedido da população. As pessoas querem apenas entender o que aconteceu. Isso é uma questão de respeito”, afirmou.

 

Segundo Toró, o requerimento será encaminhado para secretaria de Educação nos próximos dias, que tem o prazo de até 15 dias para enviar respostas à Câmara.

 

 

Casa cheia

 

 

Mais de 100 pessoas compareceram à sessão da Câmara Municipal desta terça-feira. Elas esperavam que fosse votado o projeto de lei do prefeito Ednardo Barbosa (PMDB), com pedido urgente de parcelamento de dívida de cerca de R$ 1 milhão, deixado no Fundo de Previdência pela gestão anterior. Segundo o que adiantou o presidente da Casa, Toró, o projeto está sendo analisado para que, em breve, seja levado à votação. “O projeto foi lido e agora vai tramitar nas comissões, onde será analisado”, explicou.

 

Fotos: Vivian Ferreira e Elisandra Bezerra

Share on Facebook
Please reload

Please reload

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com