Firjan: indústria automotiva no Sul Fluminense crescerá em 2020

14/11/2019

 

Federação das Indústrias do Rio apresentou uma conjuntura econômica para o ano que vem durante seminário realizado em fábrica no município de Resende. Entidade aponta o setor privado como protagonista na recuperação

 

A Firjan apresentou ontem uma conjuntura econômica no “Seminário Perspectivas 2020” realizado pelo Cluster Automotivo Sul Fluminense em parceria com a entidade na fábrica da Volkswagen Caminhões e Ônibus, em Resende. Para uma plateia formada por cerca de 200 representantes da indústria local, foram reveladas as principais projeções para o comportamento da economia no ano que vem. A expectativa de crescimento para o PIB do Brasil, assim como para o estado do Rio, em 2020, é estimada em torno de 2% ante 1,1% neste ano. 

 

Para o setor automotivo local, a retomada do crescimento também é esperada. Segundo o gerente de Estudos Econômicos da Firjan, Jonathas Goulart, a indústria automotiva Sul Fluminense, apresentará duas vertentes no ano que vem. “A primeira são as exportações de carros de passeio, que devem ter uma expectativa de recuperação muito fraca principalmente em razão da situação do mercado argentino. Mas quando a gente olha para a produção de caminhões para o agronegócio já podemos esperar um resultado mais forte”, observa. O PIB previsto para indústria fluminense este ano é de 1,6% e para o ano que vem a estimativa é de 2,5%.

 

Para o especialista, para que o estado e país como um todo voltem a crescer a iniciativa deve ser do setor privado. “Se esperarmos os investimentos do setor público, em infraestrutura, para a retomada do crescimento isto não vai acontecer nos próximos anos. Então, a retomada depende, sobretudo, do setor privado”, completa.

 

 

NECESSIDADE DAS REFORMAS
A Firjan destaca a necessidade de reformas em três frentes para a retomada do crescimento sustentável: distribuição de recursos, obrigações orçamentárias e organização administrativa. Sobre a distribuição de receitas, a Federação das Indústrias do Rio ressalta a importância da reforma tributária, incluindo o Imposto sobre Serviços (ISS), e a revisão das regras de distribuição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). 

 

Em relação às obrigações orçamentárias, estão incluídas as reformas administrativa e previdenciária. Já a frente relacionada à organização administrativa trata da revisão das regras de criação e fusão de municípios e de competências municipais. 

 

Para o presidente da Firjan Sul Fluminense, Antônio Vilela, a aprovação destas reformas trará grande expectativa para a economia. “Uma vez estabelecidas as condições propostas nas reformas, a indústria vai voltar a crescer, no Rio de Janeiro e no Sul Fluminense, superando a recessão de anos que estamos sofrendo. Elas vão colocar o Brasil e o PIB novamente no rumo do desenvolvimento”, aponta.

Share on Facebook
Please reload

Please reload

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com