Homem condenado por participação em assassinato de prefeito e executado a tiros em Três Rios

Tico Balanço


E como diz o velho deitado! Aqui se faz, aqui se paga.

Um elemento de 24 anos foi morto a tiros na noite de ontem em Três Rios. O saracotaco aconteceu na Rua Major Vicente Guedes, no bairro Jardim Glória.

Segundo testemunhas, Emerson da Silva Costa, teria ido ao local para vingar a morte de um irmão, assassinado no mês passado no Bairro Boa União, quando o feitiço virou contra o feiticeiro.


O cara que seria morto, estava mais vivo, mais atento do que ele, pressentiu o perigo e sacou o ferro de fabricar defunto da cintura, mandando vários pernilongos de aço na carcaça de Emerson, que tombou perdendo o óleo da carcaça, com os olhos esbugalhados, igual peixe, corvina fresca.

Emerson possuía antecedentes criminais e havia deixado a prisão há pouco tempo. Ele havia sido preso em 2016 acusada de ter participado, junto com um comparsa, da execução do então prefeito de Chiador, Moisés da Silva Gumieri, de 36 anos.


O chefe do executivo acompanhava um jogo de futebol entre crianças em um clube da cidade quando foi chamado pela dupla. Ele foi atingido por cinco disparos de arma de fogo, por volta das 19h, na porta do local. Seu filho, de nove anos, presenciou o crime. Os dois acusados disseram aos policiais que receberam uma recompensa de R$ 4 mil para que matassem Gumieri.

Meses depois, um homem de 30 anos foi preso em Chiador e apresentado como o suspeito de ser o mandante do crime. Ele tinha uma dívida com o prefeito no valor de R$ 17 mil, em virtude de notebooks que teria vendido para a Prefeitura numa licitação em 2014.


Tá tudo anotado no livrão da DP de Três Rios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Festival de Inverno de Barra Mansa começa nesta sexta-feira no Corredor Cultural

qua jul 20 , 2022
Evento segue até o domingo, dia 24, com diversas atrações, entre shows ao vivo, food trucks e brinquedos para a criançada